Pressione Ctrl+D para adicionar Concursos Amapá aos Favoritos do seu navegador

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Edital concurso UEAP - Universidade do Estado do Amapá - AP

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, anunciou no sábado, 5, durante coletiva à imprensa, no Salão Nobre do Palácio do Setentrião, o Edital do Concurso Público para a Universidade do Estado do Amapá (UEAP). O Pleito será o primeiro da atual gestão e visa a formação do quadro de professores efetivos da UEAP, que funciona desde sua criação, em 2006, com funcionários do Contrato Administrativo. A concorrência disponibiliza 72 vagas para educadores com mestrado e doutorado.
A primeira etapa da seletiva é a prova escrita, que acontecerá no dia 14 de dezembro de 2011. O segundo passo do pleito será realizado nos dias 19 e 20 de dezembro deste ano. Para a segunda fase, é necessário que os candidatos façam o exame após análise de títulos, ou seja, a Prova de Títulos, que consiste na apresentação de documentação, experiências profissionais, capacitações, entre outros requisitos para o cargo.
O período de inscrições para o concurso vai da data do lançamento do edital ao dia 5 de dezembro de 2011. Serão contempladas pessoas com qualquer tipo de deficiência, como manda a lei brasileira. A divulgação dos resultados das provas está prevista para o dia 28 de dezembro deste ano.
Os salários para o quadro efetivo da UEAP serão divididos por níveis. A remuneração para Professor Doutor será de R$ 5.351,32. Para o educador Mestre o salário é de 4.281,06 e docente especialista, que terá seus vencimentos no total de R$ 3.424,85.
De acordo com o pró-reitor da UEAP e presidente da comissão do concurso para o quadro docente da Universidade, Alexandre Amaral, a realização do concurso é prova do compromisso do governador Camilo Capiberibe com a Educação no Amapá.
"Desde de sua criação, em 2006, a UEAP não possui quadro efetivo. São funcionários do Contrato Administrativo, o que gera uma série de instabilidades dentro da instituição. Este pleito sanará este gargalo na Ueap e fortalecerá o ensino superior público no Estado, atendendo o anseio da sociedade. Agradecemos ao governador pela composição do quadro docente da UEAP", destacou Alexandre Amaral.
Segundo o governador, o concurso dará legitimidade às ações da UEAP e fortalecerá a instituição. Camilo Capiberibe disse que a prática de funcionar com contratos administrativos é temporária e que com a formação do quadro da Universidade, o Estado terá condições de investir nos educadores e melhorar o Ensino Superior público no Estado.
"Estou muito feliz em lançar este edital. Este concurso vai consolidar a UEAP. Com a medida, vamos melhorar a qualidade do ensino superior público do Amapá, pois eu acredito na capacidade do servidor público. Existem ações que falam mais do que belos discursos, essa é uma delas", afirmou o governador.
As vagas para o quadro docente da UEAP atenderão os 11 cursos que a Universidade disponibiliza. São eles: Engenharia Florestal, Engenharia de Pesca, Engenharia Química, Engenharia Ambiental, Engenharia de Produção, Letras, Filosofia, Pedagogia, Química, Ciências Agrárias e Tecnologia em Design.
Compromisso
O governador reafirmou o seu compromisso em construir o Campus Universitário da UEAP, que será na Rodovia JK. Camilo Capibaribe disse que o espaço terá toda a estrutura necessária para as atividades da Universidade.
"É preciso que a UEAP tenha toda a estrutura necessária para promover o desenvolvimento social e econômico na sociedade amapaense", destacou o governador.
Mais concursos
Camilo Capiberibe disse ainda que fará concursos para as áreas da Saúde, Educação e para o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa). O governador também ressaltou que, em 11 meses de gestão, ele chamou mais de mil servidores concursados.
"Este é somente o primeiro de muitos concursos que faremos. Precisamos fortalecer nossa saúde e estruturar nossos órgãos que produzem conhecimento, como a Educação e o Iepa, pois o conhecimento é fundamental para o desenvolvimento econômico. O povo do Amapá não precisa mais de paliativos e sim de soluções, portanto, vamos trabalhar para dar resultamos à população, que é quem paga o salário do servidor público", enfatizou o governador.
Fonte: www.agenciaamapa.com.br
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário