Pressione Ctrl+D para adicionar Concursos Amapá aos Favoritos do seu navegador.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Concurso IAPEN Nova convocação de 165 classificados para realização do TAAF

EDITAL Nº 064/2013 - IAPEN - CONVOCAÇÃO PARA REALIZAÇÃO DO TAAF  


O SECRETÁRIO DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso de suas atribuições legais e, conforme disposto no Decreto n.º 0148, de 23 de janeiro de 1998, e Decreto nº 1775, de 01 de abril de 2013;
Considerando a ocorrência de candidatos “ausentes” e “inaptos”, convocados através do edital nº 055/2013, de 09 de agosto de 2013;


RESOLVE:

Convocar os candidatos abaixo relacionados, aprovados na 1ª fase do Concurso Público ao cargo de AGENTE PENITENCIÁRIO – NM, do Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Amapá – IAPEN, para a realização do Teste de Aptidão e Avaliação Física - TAAF, em conformidade com o Edital de Abertura n°. 001/2010, de 29 de junho de 2010, conforme cronograma de atendimento e demais informações descritas abaixo.


1.    DO TESTE DE APTIDÃO E AVALIAÇÃO FÍSICA -  TAAF
1.1 O Teste de Aptidão e Avaliação Física - TAAF, para o cargo de Agente Penitenciário, de presença obrigatória e de caráter eliminatório, visa avaliar a capacidade mínima do candidato para suportar, física e organicamente, as exigências da prática de atividades físicas e demais exigências próprias da função de Agente Penitenciário.  

1.2 Será realizado no Comando da Polícia Militar, nos dias 18 e 19 de novembro de 2013, com horário de início das provas as 15h00min, devendo o (a) candidato (a) apresentar-se com 30 minutos de antecedência para a apresentação de laudo médico e identificação pessoal. 

1.3 O candidato será considerado, em razão do resultado do TAAF, ausente, apto ou inapto.
1.4 Serão convocados para realizarem o TAAF os candidatos aprovados na 1ª Fase. 
1.5 O candidato deverá comparecer em data, local e horário, com roupa apropriada para a prática de educação física, munido de atestado médico (original ou cópia autenticada em cartório), específico para tal fim, emitido no prazo máximo de 30 (trinta) dias antes da realização do teste.
1.6 O atestado médico deverá ser emitido constando, expressamente, que o candidato está apto a realizar o TAAF, devendo constar nele, de forma legível, o nome completo do candidato, o número de seu documento de identidade e o número do registro do médico no Conselho Regional de Medicina (CRM).
1.7 O atestado médico deverá ser entregue no momento da identificação do candidato para o início da realização da 1ª prova do TAAF, não sendo aceita a entrega de atestado em outro momento ou que não conste à autorização expressa nos termo do subitem anterior.
1.8 Não serão aceitos atestados médicos expedidos para fins de trabalho, ou seja, aqueles que comprovam que o candidato goza de saúde física e mental e que não expressem a aptidão para a realização de exercícios físicos.
1.9 Caso o candidato não cumpra o previsto no item acima em sua totalidade, não poderá realizar a prova sendo, por conseqüência, eliminado do concurso.
1.10 No momento de sua apresentação para a realização do TAAF, o candidato receberá uma ou mais identificações, que deverá permanecer com o candidato durante todas as atividades a prova, determinadas pelos componentes da banca.
1.11 A contagem oficial do tempo, da distância percorrida e do número de repetições dos candidatos em cada prova será exclusivamente a realizada pela banca.
1.12 O TAAF constará de 05 (cinco) provas, para ambos os sexos, a serem realizadas em 02(dois) dias.
1.13 O candidato que não atingir os índices mínimos, observando-se rigorosamente a ordem cronológica para realização das provas, estabelecidos para ser considerado apto ficará impedido de participar das provas seguintes, sendo, a partir de então, eliminado do certame.
1.14 A ordem cronológica das provas e os índices mínimos estabelecidos para cada uma delas obedecerão ao previsto nas tabelas de suficiência “A” e “B”, abaixo especificadas:


TABELA DE SUFICIÊNCIA MASCULINA “A”:

DIAS
PROVAS
ÍNDICES MÍNIMOS
1º DIA
Flexão dinâmica de braço na barra fixa
05 repetições
Abdominal supra (1 minuto)
30 repetições
Corrida de 12 minutos
2.400 metros
2º DIA
Salto em altura
1,15m(um metro e quinze centímetros)
Natação
50m (cinqüenta metros) 

 TABELA DE SUFICIÊNCIA FEMININA “B”:
DIAS
PROVAS
ÍNDICES MÍNIMOS 
1º DIA
Flexão estática de braço na barra fixa
10 segundos
Abdominal Supra (1 minuto)
26 repetições
Corrida de 12 minutos
1.900 metros
2º DIA
Salto em altura
1 metro
Natação
50m (cinqüenta metros) 


2. DAS PROVAS

2.1 Flexão dinâmica de braço na barra fixa (sexo masculino); 

A metodologia para a preparação e a execução da prova dinâmica de barra para os candidatos do sexo masculino obedecerão aos seguintes critérios:  
 2.1.1 Posição inicial: ao comando “em posição”, o candidato deverá ficar suspenso na barra horizontal; a largura da pegada deve ser aproximadamente a dos ombros; a pegada das mãos deverá ser em pronação (dorsos das mãos voltados para o corpo do executante); os cotovelos em extensão; não poderá haver nenhum contato dos pés com o solo; todo o corpo completamente na posição vertical;
 2.1.2 Execução: ao comando “iniciar”, o candidato deverá flexionar os cotovelos, elevando o seu corpo até que o queixo ultrapasse o nível da barra, sem apoiar o queixo na barra. Em seguida, deverá estender novamente os cotovelos, baixando o seu corpo até a posição inicial. Esse movimento completo, finalizado com o retorno à posição inicial, corresponderá a uma unidade de execução.
A contagem das execuções corretas levará em consideração as seguintes observações:
Um componente da banca irá contar em voz alta o número de repetições realizadas;
Quando o exercício não atender ao previsto neste Edital, o auxiliar da banca repetirá o número do último realizado de maneira correta e quando se tratar de movimento inicial, o auxiliar da banca dirá “zero”;
A contagem que será considerada oficialmente será somente a realizada pelo integrante da banca examinadora;
Cada execução começa e termina com os cotovelos totalmente estendidos, somente aí será contada como uma execução completa. A não extensão total dos cotovelos, antes do início de uma nova execução, será considerada com um movimento incorreto, o qual não será computado no desempenho do candidato;
A prova somente será iniciada com o candidato na posição completamente vertical de todo o corpo e após o comando dado pelo auxiliar de banca;
Excepcionalmente para evitar que os candidatos mais altos toquem os pés no solo estando na posição inicial, será permitida, neste caso, a flexão dos joelhos.
Só será contada a repetição realizada completa e corretamente, começando e terminando sempre na posição inicial;
O movimento deve ser dinâmico, ou seja, o candidato não pode parar para descansar;
O movimento a ser realizado deve ser unicamente de flexão e extensão de cotovelos.
Será proibido ao candidato, quando da realização da prova:
Tocar com o (s) pé (s) no solo ou em qualquer parte de sustentação da barra após o início das execuções;
Após a tomada de posição inicial, receber qualquer tipo de ajuda física;
Utilizar luvas ou qualquer outro artifício para a proteção das mãos;
Apoiar o queixo na barra;
Após ultrapassar o queixo em relação à barra, simplesmente soltar as mãos, em vez de completar o movimento com os cotovelos totalmente estendidos;
Utilizar um impulso de braços e tronco para frente e para cima, levando o peito para cima; Realizar a “pedalada”;
Realizar o “chute”;
Não manter o corpo (cabeça, tronco e membros inferiores) completamente na posição vertical, com exceção nos casos em que o examinador permitir expressamente a flexão de joelhos, para evitar que os candidatos mais altos toquem os pés no solo estando na posição inicial;
Estender o pescoço, em vez de ultrapassar o queixo em relação à barra com movimento exclusivo de membros superiores;
A prova será encerrada quando o candidato perder o contato das mãos com a barra, ou realizar um procedimento proibido, previsto neste edital.
Será concedida uma segunda tentativa ao candidato que não obtiver o desempenho mínimo na primeira, após um tempo não menor do que cinco minutos da realização da tentativa inicial.
Será eliminado o candidato do sexo masculino que não atingir, no mínimo, cinco repetições.

2.2 Flexão estática de braço na barra fixa (sexo feminino).

 A metodologia para a preparação e a execução da prova de flexão estática de barra para os candidatos do sexo feminino será constituída de:
2.2.1 Posição inicial: a candidata deverá posicionar-se sob a barra, pisando sobre um ponto de apoio. Ao comando de “em posição”, a candidata empunhará a barra; a largura da pegada deve ser aproximadamente a dos ombros; a pegada das mãos deverá ser em pronação (dorsos das mãos voltados para o corpo do executante) e queixo acima da parte superior da barra, mas sem tocar na barra com o queixo, mantendo os braços completamente flexionados, com o corpo na posição vertical, pernas estendidas e pés em contato com o ponto de apoio.
2.2.2   Execução: ao comando de iniciar, o ponto de apoio é retirado e será iniciada a cronometragem do tempo de permanência da candidata na posição, devendo a candidata permanecer sustentada apenas com o esforço de seus membros superiores, com os dois braços completamente flexionados e queixo acima da parte superior da barra, mas sem tocar a barra com o queixo, corpo na posição vertical (cabeça, tronco e membros inferiores);
A cronometragem será encerrada quando:
A candidata permanecer o tempo mínimo exigido no teste;
A candidata ceder à sustentação, deixando o queixo ficar abaixo da parte
superior da barra, ou apoiar o queixo na barra; Descumprir qualquer exigência para a realização deste teste; A contagem do tempo de realização do exercício de forma correta levará em consideração as seguintes observações:
O auxiliar de banca informará à candidata quando esta atingir o tempo mínimo exigido pelo edital;
Quando o exercício não atender ao previsto neste edital, o auxiliar de banca travará de imediato o seu cronômetro e registrará o tempo obtido até o momento em que o exercício estava sendo realizado de maneira prevista no edital;
O tempo de realização do exercício que será considerado oficialmente será somente o computado pelo integrante da banca examinadora; O teste somente será iniciado com a candidata na posição inicial correta e após o comando dado pelo auxiliar de banca;
Para evitar que as candidatas mais altas toquem os pés no solo, será permitido, neste caso, a flexão dos joelhos;
Só será contado o tempo em que à candidata estiver na posição correta prevista neste edital;
Não será permitido ao candidato do sexo feminino quando da realização da flexão estática de braço na barra fixa:
Não manter o corpo completamente na posição vertical, com exceção nos casos em que o examinador permitir expressamente a flexão de joelhos, para evitar que os candidatos mais altos toquem os pés no solo estando na posição inicial;
Tocar com o(s) pé(s) no solo ou em qualquer parte de sustentação da barra após o início da execução;
Após a tomada da posição inicial, receber qualquer tipo de ajuda física;
Utilizar luvas ou qualquer outro artifício para proteção das mãos;
Apoiar o queixo na barra;
Realizar a “pedalada” ou “chute”;
Estender o pescoço, em vez de ultrapassar o queixo em relação à barra com movimento exclusivo de membros superiores;
Não manter o corpo completamente na posição vertical, com exceção nos casos em que o examinador permitir expressamente a flexão de joelhos, para evitar as candidatas mais altas toque os pés no solo estando na posição inicial.
Será concedida uma segunda tentativa ao candidato do sexo feminino que não obtiver o desempenho mínimo na primeira, após um tempo não menor do que cinco minutos da realização da tentativa inicial;
Será eliminado o candidato do sexo feminino que não atingir o tempo mínimo de dez segundos na posição correta do exercício;

2.3   Flexão abdominal supra (ambos os sexos)

O (a) candidato (a) se coloca em decúbito dorsal sobre o solo, com os pés apoiados, joelhos flexionados, com os braços cruzados sobre o peito com os cotovelos colados ao tronco, à frente do examinador;
Ao comando de iniciar, através de contração da musculatura abdominal, o candidato (a) elevará seu tronco até que os cotovelos toquem a coxa, sem os descolar de seu tronco, em seguida, o candidato (a) retorna à posição inicial até que toque o solo com as costas, completando um movimento, quando então poderá dar início a execução de um novo;
O número de movimentos executados corretamente será o resultado obtido em um tempo máximo de 01 (um) minuto;
O auxiliar de banca irá contar em voz alta o número de repetições realizadas. Quando o exercício não atender ao previsto neste edital, o auxiliar de banca repetirá o número do último realizado de maneira correta; Somente será contado o exercício realizado completamente;
A execução do teste deverá ser ininterrupta, não sendo permitido repouso ou pausa entre as repetições. A pausa ou repouso entre as repetições serão considerados como término do exercício, sendo computadas apenas as repetições realizadas até aquele momento;
Será concedida uma segunda tentativa ao candidato que não obtiver o desempenho mínimo na primeira, após um tempo não menor do que cinco minutos da realização da tentativa inicial; 
2.4   Corrida de 12 minutos (ambos os sexos)
O candidato, em uma única tentativa, terá o prazo de doze minutos para percorrer a distância mínima exigida, em local previamente demarcado, com identificação da metragem ao longo do trajeto. A metodologia para a preparação e a execução da prova para os candidatos dos sexos masculino e feminino obedecerão aos seguintes critérios:
Para a realização da prova de corrida, o candidato poderá, durante os doze minutos, deslocar-se em qualquer ritmo, correndo ou caminhando, podendo, inclusive, parar e depois prosseguir;
Os comandos para iniciar e terminar a prova serão emitidos pelo integrante da banca, por meio de silvo de apito;
Não será informado o tempo que restar para o término da prova, mas o candidato poderá utilizar relógio para controlar o seu tempo;
Ao passar pelo local de início da prova, cada candidato deverá dizer o seu nome ou número em voz alta para o auxiliar da banca que estiver marcando o seu percurso e será informado de quantas voltas completou naquele momento;
Após soar o apito encerrando prova, o candidato deverá permanecer no local onde estava naquele momento e aguardar a presença do fiscal que irá aferir mais precisamente a metragem percorrida, podendo continuar a correr ou caminhar no sentido transversal da pista (lateralmente), no ponto em que se encontrava quando soou o apito de término da prova; A correta realização do teste de corrida de doze minutos levará em consideração as seguintes observações:
O tempo oficial da prova será controlado por relógio do coordenador da prova, sendo o único que servirá de referência para o início e término da mesma;
Orienta-se que, após o apito que indica o término da prova, o candidato não pare bruscamente a corrida, evitando ter um mal súbito e que continue a correr ou caminhar no sentido transversal da pista (lateralmente), no ponto em que se encontrava quando soou o apito de término da prova; À distância percorrida pelo candidato, a ser considerada oficialmente, será somente a realizada pela banca examinadora;
Será proibido ao candidato, quando da realização da corrida de doze minutos:
Abandonar a pista antes da liberação do fiscal;
Dar ou receber qualquer tipo de ajuda física (como puxar, empurrar, carregar, segurar na mão etc.);
Deslocar-se, no sentido progressivo ou regressivo da marcação da pista, após o soar do apito encerrando a prova;
Não aguardar a presença do fiscal que irá aferir mais precisamente a metragem percorrida;
A corrida de doze minutos será realizado em uma única tentativa;
Durante os doze minutos da prova, o candidato do sexo masculino deverá percorrer, no mínimo, uma distância de 2.400 metros e o candidato do sexo feminino deverá percorrer, no mínimo, uma distância de 1.900 metros.

2.5    Prova de salto em altura (ambos os sexos) 

Consiste em o candidato (a) saltar, em altura, um sarrafo colocado pela banca examinadora na altura prevista na respectiva tabela.
O candidato (a) terá direito a 3 (três) tentativas para saltar o sarrafo, devendo interrompe-las no salto em que conseguir ultrapassá-lo ou no caso de esgotar as 3 (três) tentativas;
Todas as técnicas de salto em altura são permitidas, exceto o mergulho, e desde que o candidato (a) obtenha impulso em apenas um dos pés no momento em que perder contato com o solo, sendo vedado, ainda, que o (a) candidato (a) toque o colchão de salto antes de perder contato com solo;
O (a) candidato (a) que saltar na forma vedada indicada acima terá o resultado do salto anulado;
Os saltos cujos resultados sejam anulados serão contados como tentativas; O (a) candidato (a) poderá, para tomar impulsão, correr a distância que desejar, podendo interromper a corrida de impulso e reiniciá-la, desde que não derrube o sarrafo, pois assim estará configurada uma tentativa;
O (a) candidato (a) que não ultrapassar o sarrafo na altura prevista ou tiver suas 3 (três) tentativas, que lhe são facultadas, anuladas, será considerado inapto (a).  


2.6  Prova de deslocamento em meio líquido (natação 50 metros para ambos os sexos):

O (a) candidato (a) deverá nadar a distância prevista em nado livre, sem limite de tempo e sem a utilização de qualquer equipamento que possa favorecê-lo (a), tais como: nadadeiras, palmares, flutuadores e outros; O (a) candidato (a) poderá utilizar óculos, toca e tampão de ouvido; O (a) candidato (a) deverá estar trajando roupa de banho adequada, sunga para o sexo masculino e maio para o sexo feminino;
O (a) candidato (a) poderá optar por iniciar a prova de fora ou de dentro da piscina;
O (a) candidato (a) não poderá utilizar as raias como auxílio, nem se segurar nas bordas e tão pouco pisar no fundo da piscina a título de descanso ou com o intuito de impulsionar-se;
É permitido na virada tocar a borda e impulsionar-se na parede; A prova terá início com um silvo curto de apito e encerrará quando o (a) candidato (a) completar a distância prevista tocando na borda da piscina.


2.7   Disposições gerais sobre o TAAF

2.7.1 Será concedida uma segunda tentativa ao candidato que não obtiver o desempenho mínimo na primeira, após um tempo não menor do que cinco minutos da realização da tentativa inicial, com exceção da corrida, que será realizada em apenas uma tentativa.
2.7.2 Será considerado apto no TAAF o candidato que atingir o desempenho mínimo em todas as provas e não tenha infringido qualquer norma prevista neste edital;
2.7.3 Será considerado INAPTO e, conseqüentemente, eliminado do concurso público, não tendo classificação alguma no certame, o candidato que:  
2.7.4      Não comparecer para a sua realização das provas;
2.7.5      Não realizar qualquer das provas;
2.7.6 Não atingir o desempenho mínimo em qualquer das provas, no prazo determinado ou modos previstos neste Edital;
2.7.7 Infringir qualquer proibição prevista neste edital,
independentemente do resultado alcançado nas provas físicas; 2.7.8 Os casos de alteração psicológica e/ou fisiológica temporárias (estados menstruais, indisposições, cãibras, contusões, luxações, fratura, demais lesões e situações semelhantes.), que impossibilitem a realização das provas do TAAF ou que diminua a capacidade física dos candidatos, não serão levados em consideração, não sendo dispensado nenhum tratamento privilegiado.
2.7.9 O resultado do TAAF será divulgado nos endereços eletrônicos mencionados no subitem 15.7 do Edital de Abertura.

CRONOGRAMA DE ATENDIMENTO
Local: Ginásio Poliesportivo do Comando Geral da Polícia Militar - PMAP.
Endereço: Rua Jovino Dinoá, s/n, Bairro – Beirol.
Horário: Início dos Testes às 15h00 
Dias: 18 e 19 de novembro de 2013


Observação: Os candidatos deverão comparecer com 30 minutos de antecedência.

Observação: Informamos que inicialmente serão submetidos ao TAAF os 65 (sessenta e cinco) candidatos mais bem classificados, posicionados entre a 718º à 782º colocação, sendo que a aplicação do TAAF aos demais (783º ao 882º) está condicionada a eventuais ausências ou inaptidões dos primeiros, com a possibilidade da aplicação ser estendida, conforme convocação.

CARGO: AGENTE PENITENCIÁRIO
ORD.
CLASS
NOME
SITUAÇÃO
01
718
ANTONIO JOSE NUNES DA COSTA
CLASSIFICADO
02
719
EDILSON DA SILVA PESSOA JUNIOR
CLASSIFICADO
03
720
JOCIELI ALBANI SANTOS
CLASSIFICADO
04
721
ELIELSON DE OLIVEIRA PAIVA
CLASSIFICADO
05
722
SILMARA DE ALMEIDA SANTOS
CLASSIFICADO
06
723
ANA CRISTINA FERREIRA DA FONSECA
CLASSIFICADO
07
724
GLAUBER TRINDADE GIBSON
CLASSIFICADO
08
725
BENIVALDO DO CARMO DA COSTA TOURAO
CLASSIFICADO
09
726
MIGUEL ANGELO MADUREIRA CORTES
CLASSIFICADO
10
727
BRUNO ALFAIA DE ALMEIDA
CLASSIFICADO
11
728
MARCEL FREIRE DE MESQUITA
CLASSIFICADO
12
729
EMERSON KLEITON MELO PONTES
CLASSIFICADO
13
730
FABIO ANGELO BATISTA ALVES
CLASSIFICADO
14
731
VALDELI ALVES DE MORAES
CLASSIFICADO
15
732
CARLOS PEREIRA PARENTE
CLASSIFICADO
16
733
CLARISSE ANE GUERREIRO BASTOS
CLASSIFICADO
17
734
LIDIELSON GOMES CAVALCANTE
CLASSIFICADO
18
735
RAFAEL DO ESPIRITO SANTO DUARTE
CLASSIFICADO
19
736
DAILA ROCHELI SILVA PICANCO
CLASSIFICADO
20
737
SANDRO COSTA DA COSTA
CLASSIFICADO
21
738
ABIMAEL LOUREIRO DA SILVA
CLASSIFICADO
22
739
MIGUEL DOS SANTOS MONTEIRO
CLASSIFICADO
23
740
PATRICIA HELENA GARCIA PACHECO
CLASSIFICADO
24
741
MARCO ANTHONY DE OLIVEIRA CORREA
CLASSIFICADO
25
742
ELDER MAURÍCIO SANTOS RIBEIRO
CLASSIFICADO
26
743
ABINADABE PALMERIM ROCHA
CLASSIFICADO
27
744
DIEGO DA COSTA RODRIGUES
CLASSIFICADO
28
745
SAULO VINICIUS DE SOUSA DO AMARAL
CLASSIFICADO
29
746
ABINADABE RIBEIRO CRUZ
CLASSIFICADO
30
747
ARLESON VALES DE MORAES
CLASSIFICADO
31
748
ELOANE NASCIMENTO GUEDES
CLASSIFICADO
32
749
LUCAS SANCHES PELZL
CLASSIFICADO
33
750
CRISTIANE DE ALMEIDA SARAIVA
CLASSIFICADO
34
751
CARLOS FILIPE NASCIMENTO
CLASSIFICADO
35
752
TAINÁ SOUSA TELES
CLASSIFICADO
36
753
RAYANNE ANDRADE BELFOR
CLASSIFICADO
37
754
SILVIA BRAGA MELO
CLASSIFICADO
38
755
ROBSON BARBOSA DE PAES
CLASSIFICADO
39
756
JOSINETE SILVA E SILVA
CLASSIFICADO
40
757
DEMESON SANCHES RAMOS
CLASSIFICADO
41
758
DANIEL COSTA DO NASCIMENTO
CLASSIFICADO
42
759
DIOGO ALVES DOS SANTOS
CLASSIFICADO
43
760
CLÁUDIO RAILLAN DA SILVA NUNES
CLASSIFICADO
44
761
KEYNA RODRIGUES BARBOSA
CLASSIFICADO
45
762
ELVIS DE JESUS MONTEIRO DE OLIVEIRA
CLASSIFICADO
46
763
MARCOS FELIPE MONTEIRO DE SOUSA
CLASSIFICADO
47
764
EMERSON SANTOS PICANÇO
CLASSIFICADO
48
765
RAFAEL SARMENTO DA SILVA
CLASSIFICADO
49
766
OSWALDO MOREIRA MACHADO JUNIOR
CLASSIFICADO
50
767
KÁTIA ROCHA FERREIRA
CLASSIFICADO
51
768
ANSELMO DA SILVA VIANA
CLASSIFICADO
52
769
JOSÉ RIBEIRO DE BARROS
CLASSIFICADO
53
770
MARINA DE JESUS ARAÚJO BARBOSA
CLASSIFICADO
54
771
KETYANY MACIEL DE MEDEIROS
CLASSIFICADO
55
772
WILSIANA DOS SANTOS PINHEIRO
CLASSIFICADO
56
773
BREHMYN KLIZMAN SIQUEIRA NAZÁRIO
CLASSIFICADO
57
774
PRISCILA CORREA AMORAS
CLASSIFICADO
58
775
MELKSON FERREIRA DOS SANTOS
CLASSIFICADO
59
776
ROSIELEN DOS SANTOS
CLASSIFICADO
60
777
JOSÉ ANTONIO COHEN DIAS JUNIOR
CLASSIFICADO
61
778
LUIZ SARGES GÓES DE ARAÚJO JUNIOR
CLASSIFICADO
62
779
JOSÉ RENAN VILA LOBATO
CLASSIFICADO
63
780
CRISTINA RODRIGUES FURTADO
CLASSIFICADO
64
781
ALEX FERNANDO RODRIGUES FEIJÓ
CLASSIFICADO
65
782
ÉVERTON LUIZ MATOS FAGUNDES
CLASSIFICADO
66
783
PATRICIA KELLY PALHETA DUARTE
CLASSIFICADO
67
784
LUIZ FABIANO CUNHA DE ANDRADE
CLASSIFICADO
68
785
ADENIR LOPES CASTRO
CLASSIFICADO
69
786
RAMON MOURA LOBATO
CLASSIFICADO
70
787
DANILO SILVA DE SOUZA
CLASSIFICADO
71
788
KÁTIA EMANUELLE TOMAZ DO CARMO
CLASSIFICADO
72
789
DANIELA CAROLINE SALVADOR OLIVEIRA
CLASSIFICADO
73
790
VALDENOR DE JESUS MACIEL
CLASSIFICADO
74
791
ADELINO DA LUZ DE FREITAS
CLASSIFICADO
75
792
MARIA TATIANE FARIAS NUNES
CLASSIFICADO
76
793
DAYANA DA GAMA
CLASSIFICADO
77
794
ANNY MARRIETTE DE OLIVEIRA PICANÇO
CLASSIFICADO
78
795
ELIANE DOS SANTOS NERY
CLASSIFICADO
79
796
LANA PATRÍCIA NUNES AMORAS
CLASSIFICADO
80
797
JAYME RODRIGUES NETO
CLASSIFICADO
81
798
VALDENICE ISACKSSON SOUSA
CLASSIFICADO
82
799
DANIELA NUNES CAMARAO
CLASSIFICADO
83
800
HELBER RIBEIRO GOMES DO CARMO
CLASSIFICADO
84
801
JOSICLEIA DA CONCEIÇÃO MARQUES
CLASSIFICADO
85
802
ANNE CAROLINE SILVA SANTOS
CLASSIFICADO
86
803
MAYARA STEFANI ALBERTO DA SILVA
CLASSIFICADO
87
804
JULLY ANNE DO NASCIMENTO TEODORO
CLASSIFICADO
88
805
AURELIO PEREIRA DOS SANTOS
CLASSIFICADO
89
806
EDILMA PANTOJA
CLASSIFICADO
90
807
MARCOS DE OLIVEIRA LIMA
CLASSIFICADO
91
808
DENYSE CHERMONT DE ARAUJO
CLASSIFICADO
92
809
CAMILA MIRANDA SANTOS
CLASSIFICADO
93
810
CARMEN LAURA LIVRAMENTO GOMES
CLASSIFICADO
94
811
JOSE LORENA DE ARAUJO DA SILVA
CLASSIFICADO
95
812
EDMILSON DOS SANTOS DAMASCENO
CLASSIFICADO
96
813
EMERSON ALVES DA SILVA
CLASSIFICADO
97
814
JOAO PAULO RODRIGUES DO NASCIMENTO
CLASSIFICADO
98
815
FRANCILDO DA CONCEIÇÃO MAUES RODRIGUES
CLASSIFICADO
99
816
CHARLES AUGUSTO LISBOA NUNES
CLASSIFICADO
100
817
JAIR RIBEIRO CORRÊA
CLASSIFICADO
101
818
ISAEL MARTINS DE ALMEIDA
CLASSIFICADO
102
819
MÁRCIA DA COSTA GOMES DA SILVA
CLASSIFICADO
103
820
MÁRCIO BASTOS GUIMARAES
CLASSIFICADO
104
821
WESLEY FURTADO LOPES
CLASSIFICADO
105
822
PAULA SUANI DE ALMEIDA SANTOS PASTANA
CLASSIFICADO
106
823
LUIZA NAIR CABRAL MAIA
CLASSIFICADO
107
824
FELIPE OLIVEIRA DE VILHENA
CLASSIFICADO
108
825
DÊNISON DA SILVA ANANIAS
CLASSIFICADO
109
826
PEDRO KAYQUE DE MATOS FERREIRA
CLASSIFICADO
110
827
ADRIANO FABIO SILVA DE OLIVEIRA
CLASSIFICADO
111
828
GLEYSA TAIANA NERY DE SIQUEIRA
CLASSIFICADO
112
829
MARCOS VITOR DA ROCHA LAMEIRA
CLASSIFICADO
113
830
VALMIR BRUNO DA SILVA ARAUJO
CLASSIFICADO
114
831
VERA LÚCIA VIEIRA CARDOSO
CLASSIFICADO
115
832
VANDERLEI GOMES DE ARAÚJO
CLASSIFICADO
116
833
CÉSAR ALGUSTO SARMENTO DE SOUZA
CLASSIFICADO
117
834
JUSCELINO LIMA DA SILVA
CLASSIFICADO
118
835
IOLENE SOUZA DOS ANJOS
CLASSIFICADO
119
836
JACKELINE DA SILVA SERRA
CLASSIFICADO
120
837
ALAN CHRISTIE CASTELLANO NASCIMENTO SOUZA
CLASSIFICADO
121
838
WELLINGTON DE ARAÚJO FERREIRA
CLASSIFICADO
122
839
DORIEDSON BAIA DE OLIVEIRA
CLASSIFICADO
123
840
RICARDO RUZICKA PEREIRA
CLASSIFICADO
124
841
KLECIO TENORIO PACHECO
CLASSIFICADO
125
842
MARX SILVA SOARES
CLASSIFICADO
126
843
MOACYR MEDEIROS DA CONCEIÇÃO JUNIOR
CLASSIFICADO
127
844
MARCIO CLAY AMANAJAS TAVARES
CLASSIFICADO
128
845
ERISON JUNIOR ARAUJO MALCHER
CLASSIFICADO
129
846
DENIS DOUGLAS BALIEIRO DOS SANTOS
CLASSIFICADO
130
847
ANDRE CORDEIRO FERREIRA
CLASSIFICADO
131
848
JOÃO PAULO DE ALMEIDA AMORIM
CLASSIFICADO
132
849
FAELLA OLIVEIRA FRANCO SOARES
CLASSIFICADO
133
850
CRISTIANI BARROS GOMES
CLASSIFICADO
134
851
TATIANE DE LIMA SILVA
CLASSIFICADO
135
852
RENATA SILVA DOS ANJOS
CLASSIFICADO
136
853
AFONSO HENRIQUE OLIVEIRA PEREIRA JUNIOR
CLASSIFICADO
137
854
JONAS DO NASCIMENTO PANTOJA
CLASSIFICADO
138
855
HELIVALDO DA SILVA NUNES
CLASSIFICADO
139
856
IRANILCE GUEDES BATISTA
CLASSIFICADO
140
857
ALEXANDRE DE FARIA LIMA
CLASSIFICADO
141
858
ALCENIRA DOS SANTOS SILVA
CLASSIFICADO
142
859
THIAGO GURJÃO DOS SANTOS
CLASSIFICADO
143
860
LUANA SIBELI MIRA BARBOSA
CLASSIFICADO
144
861
MICHAEL LEAL VIEIRA
CLASSIFICADO
145
862
CLEUTON BARBOSA PINTO
CLASSIFICADO
146
863
WILLIAN FERNANDES MONTE
CLASSIFICADO
147
864
EURICELIO GARCIA DOS SANTOS
CLASSIFICADO
148
865
DALCILENE PACHECO FERREIRA
CLASSIFICADO
149
866
LÉIA PANTOJA PUREZA
CLASSIFICADO
150
867
DIEGO TRINDADE ANDRADE
CLASSIFICADO
151
868
ELBERVAN FERREIRA DA SIVA
CLASSIFICADO
152
869
ALLAN CARLOS SOUZA DE FREITAS
CLASSIFICADO
153
870
ELIELSON MARQUES MORAES
CLASSIFICADO
154
871
ALDILENE DA SILVA CAVALCANTE
CLASSIFICADO
155
872
LUAN CAMPOS RAMALHO
CLASSIFICADO
156
873
VITOR HUGO DA SILVA SANCHES
CLASSIFICADO
157
874
FRANCISCO FABIO DA SILVA CÔRTE
CLASSIFICADO
158
875
DAVI VICENTE DE CASTRO PINTO
CLASSIFICADO
159
876
AUDENIR GONÇALVES DE ALMEIDA
CLASSIFICADO
160
877
ELLON CHRISTIAN DA SILVA
CLASSIFICADO
161
878
FAGNER BARBOSA SILVA
CLASSIFICADO
162
879
GAENNYS JOAQUIM BARBOSA FERREIRA
CLASSIFICADO
163
880
VICTOR RAFAEL CARVALHO DA SILVA
CLASSIFICADO
164
881
DEIDSON GONÇALVES SANCHES
CLASSIFICADO
165
882
TAINA PELAES MARQUES
CLASSIFICADO

Macapá (AP), 08 de novembro de 2013

AGNALDO BALIEIRO DA GAMA

Secretário de Estado da Administração  



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

REVENDA FOLHEADOS